sábado, setembro 04, 2010

De volta.

Não adianta perguntar pra ela o que houve, afinal, não houve nada, nunca há.
ela finalmente está renascendo das cinzas, mas não tão magnânima quanto antes, ela não sorri mais, ela não brinca mais, ela não se diverte mais,
e todos dizem que ela mudou, mas não que seja mudança, é que ela voltou ao normal, voltou a ser o que era a seis anos atrás a mesma personalidade, os mesmos ideais...mas agora mais segura do que faz e sabendo que não vão conseguir abatê-la tão fácil.

Ela voltou, finalmente, ela é mais uma vez quem sempre foi.
Ela está certa de que ser assim é a solução, e sabe que todas essas pessoas não sentem falta de sorrisos, e sim de usá-la e fazê-la degrau, mas ela já não admite isso.

Eu posso me tornar ela, ou já me tornei, quem sabe,
na busca de motivos pra morte de outros morri e hoje não há mais volta.

espero que entendam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário