sexta-feira, janeiro 21, 2011

-

Intocada, numa plataforma isolada, presa no meio de nuvens cinzas. achava que só tinha a si mesma e se enganava cada vez que murmurava algo contra si, não tinha vocação pra sofrer, precisa urgentemente mudar de ares e não podia fazer isso- a menos achava que não- até sorrir, um simples sorriso fez o sol se abrir e uma ponte de luz aparecer entre sua "ilha" e o resto do mundo.
Não pensou duas vezes antes de correr pra longe do lugar de onde saia, estava feliz, mais radiante que nunca, motivada e queria agir, agir e agir!
Havia renunciado a dor!
Agora mais que tudo queria luz, e é pra lá que ela vai, na direção do azul, pra cima, correndo, aproveitando, porque a vida é agora e o tempo é precioso, ninguém quer morrer sem ter histórias  a contar, nem ela queria, e viveu, viveu e vive tudo que poderia sonhar, e decidiu- por fim- dar um fim na solidão.
"Seguir um rumo novo em direção ao sol"(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário