domingo, janeiro 02, 2011

Leia-me

Sinta-me, queira-me, ouça-me, lembre-se de mim, cante-me, odeie-me, deseje-me, fale de mim.
Ama-me, sofra-me, esteja comigo.
Não é muito a se pedir, ou é?
Eu que peço de você o nada, talvez realmente seja, talvez eu peça demais do seu vazio.
Sim, eu tenho pedido.

Me desculpe, ou não.
Esteja aqui, ou não.
Espere por mim, não, melhor não.
Não pedirei mais, você não merece nem a minha lembrança.
Quem sabe eu que não mereça lembrar, não sei.

Sinto sua falta.
Estou confusa, não sei o que te dizer,
nem o que fazer, nem o que sonhar, eu preciso parar, tenho que parar.
Eu não te amo.

Um comentário:

  1. Tem certeza que não o ama? Então por quê o dedica tantos poemas?

    Existe uma musica da banda "Los Hermanos" chamada "Tá Bom" que termina com a seguinte pergunta: "Me diz se assim esta em paz achando que sofrer é amar demais?"

    Reflita... Saudades de vc! FELIZ 2011!

    ResponderExcluir