quinta-feira, março 31, 2011

Sem tempo pra te esperar.

 Não tenho tido muito tempo pra mim, e tenho gasto grande parte desse pouco tempo com você, pensando e perdendo noites e noites de sono, mas ultimamente tenho visto que estamos em uma nova fase, sem grandes dependências, ficamos melhor separados, aliás,  nem fotografamos muito bem.
 Vou continuar sendo sua amiga, é claro, mas quero agora só um pouco de distância, tenho me sentido mulher demais pra você, pra essa sua sede infantil. Eu não estou cheia de carências, e acho que na fase em que eu me encontro  sua companhia é dispensável, vou sempre sentir saudades de te ouvir, de rir com você, rir de você, mas quero deixar claro,  vou te amar sempre, e quero que você me ame, me ame sempre, só não posso mais te esperar, tenho um longo caminho pela frente e as portas não vão estar sempre abertas, não esqueça que eu te amo, e tente entender, precisamos viver longe disso tudo, qualquer dia retomaremos nossa discussão. Beijo grande, te ligo hoje a noite, quem sabe não possamos jantar?
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário