domingo, junho 05, 2011

-nova

Acordou diferente, e disposta a ser melhor, mais mulher, mais pronta, mais de verdade.
Levantou-se, despiu-se da mulher velha e aos poucos foi vestindo-se de amor próprio.
Pegou aquela roupa que havia comprado quando acabou o namoro, um batom vermelho,
delineador e rímel, refez-se por completo.
Pôs seus óculos escuros, pegou sua bolsa, e calçou aquele sapato maravilhoso que havia
ganho uns meses atrás do cara que a deixou.

De cabeça erguida, saiu de casa com o pé direito e transformou o lugar que a rodeava,
nunca estivera tão bonita, tão segura, um vulcão quase literalmente  era inteira fogo,
mas não é pecado, não era orgia, ela cheirava a amor, ao grande amor da vida dela,
aquela que ela viu quando olhou-se no espelho.

Um comentário:

  1. Nada melhor do que amor próprio, só com ele é que os outros amores vem. Abraço, ótima noite!

    ResponderExcluir