sexta-feira, agosto 12, 2011

Oração


Não é desespero não, meu amigo, nem é porque eu nunca usei drogas nem tomei um porre, não é porque eu não to sofrendo por amor, não é porque perdi meus amigos, não. Porque nada disso aconteceu, mas falta alguma coisa.
-Deus, me diga o que, e onde eu encontro porque eu tenho tentado encontrar, Você sabe o quanto eu tenho tentado, mesmo que não seja suficiente, mas tenho tentado muito, tanto! Ah, Deus, me tire dessa crise, me diga, o que mais eu preciso se não me falta nada?
Eu tenho amigos, tenho sim, tenho uma família linda, tenho um futuro brilhante, eu sei que tenho, mas acho que essa onda que as pessoas criaram de odiar o amor me fizeram matar o que de melhor eu tinha dentro de mim, matei. É Deus, e como fazer pra curar, onde encontrar o perdão?
Acho que essa moda de ser infeliz não tá me fazendo muito bem, afinal, não foi pra ser infeliz que eu nasci.
Deus, perdoe minhas heresias e blasfêmias, as que passaram e as que estão por vir, perdoe toda falta de amor próprio e para com os outros, perdoe todo rancor e toda vontade de morte que eu já tenha sentido e que eu tenha feito alguém sentir. Alivie meus pesos, diminua minhas lágrimas vazias, preencha esse oco, esse buraco, dentro do meu coração, e não me deixe, não deixe de me amar ainda que o meu amor falhe novamente. Amém.

quarta-feira, agosto 10, 2011

Apedrejem-me


Sou egoísta, exagerada, arrogante e insensível, sim!
Apedrejem-me!
Não finjo que gosto das pessoas, não fico sorrindo por conveniência.
Pra mim nada está bom, quero sempre mais, mas não uso as pessoas por isso.
Apedrejem-me!

Quero ficar sozinha, mas quero barulho e movimento.
Quero fidelidade, sinceridade e não hipocrisia.
Apedrejem-me!
Quero ser feliz, quero viver.
E se querer mais e melhor for realmente um pecado;
quem nunca pecou que me atire a primeira pedra.

quinta-feira, agosto 04, 2011

Eu todos os dias acordo, sento na cama e levanto pra minha rotina, algumas vezes rezo e outras não, algumas vezes peço desesperadamente a Deus um motivo pra seguir com minha vida e essas coisas de sempre e ele me dá. Me dá o sol lindo beijando minha janela, me dá sorrisos que confortam meu coração e me diz: “Vai lá, minha filha, eu fiz tudo isso para você.”
E que mais posso eu fazer se não agradecer? Obrigada meu Deus por me amar todos os dias.

quarta-feira, agosto 03, 2011

Eu quero tanto ser mais corajosa, mas não consigo.
Eu quero tanto ser mais forte, mas parece que todos os fardos são pesados demais pra mim.
E então eu fico em dúvida, será que só eu passo por isso?
"O melhor de mim é uma capela que eu dou" (Regra Beatitudes)

terça-feira, agosto 02, 2011

Doces lembranças

“Quantos segredos que você guardava, hoje são bobos, ninguém quer saber?
Quantas pessoas que você amava, hoje acredita que, amam você?”
-Oswaldo Montenegro

Então você pensa em todos os seus momentos passados, seus amores, seus segredos, seus sonhos,
lembra do quanto se importava com aquilo tudo, como sorria sem se importar se as pessoas observavam, como chorava por aquele namorado que se foi comparando a dor com o maior dos sofrimentos do mundo, como corria para os seus pais e amigos como se fossem eles a sua única salvação.
E você lembra das tardes de sol, das brincadeiras na chuva, do frio na barriga da primeira paixão, na mão gelada do primeiro beijo, nas cartas que enviou e recebeu, lembra das suas boas notas, lembra das notas não tão boas assim, lembra das quedas de bicicleta, das quedas das árvores, dos joelhos ralados, corações quebrados, lembra do quanto isso te fazia feliz.
Depois então quer que tudo volte, e daria tudo para reviver esses momentos, daria tudo pela felicidade, pelo nervosismo, pelos sorrisos, pelos abraços, tudo pra reviver e ter de volta. Mas ai você lembra de que não pode voltar, lembra que não vai adiantar, que não pode parar no tempo, lembra ainda que tem muito mais pra viver e então a felicidade volta e você fica outra vez pronto pra viver novos momentos, que também não vão voltar, que não vão se repetir, mas poderá ainda sorrir por ter as suas melhores e mais doces lembranças.